Temesgen Bekele Wecho – Etiópia

Chamo-me Temesgen Bekele Wecho, e sou um sacerdote do Vicariato de Hosanna, no sul, a região mais remota da Etiópia, a 235 km de Adis Abeba. Nasci em 1987 e vim estudar teologia bíblica em Roma. Vivo no Colégio Sacerdotal Tiberino, graças a uma bolsa, onde partilho a minha vida com sacerdotes de todo o mundo. Não me foi fácil sobretudo devido às línguas – o grego e o hebraico bíblicos –, mas no meu vicariato, onde somos mais de 40 sacerdotes, só quatro é que têm licenciatura e nenhum deles tem este tipo de formação.

Devo-vos o poder estar aqui

A minha família é piedosa e eu sou o primeiro rapaz, depois de os meus pais terem seis filhas. Depois de mim ainda nasceu outro rapaz. A minha família vive da agricultura, uma agricultura de subsistência. Sempre admirei o grande trabalho e a grande obra que fazia a Igreja Católica no meu vicariato, por exemplo, contribuindo para a educação, construindo escolas, assim como no setor da saúde, ajudando os débeis e os pobres. Eu também queria ser parte daquela obra que crescia diante dos meus olhos, e graças a Deus, fui ordenado em 2016.

A Igreja Católica no meu país é minoritária. A maioria dos cristãos etíopes pertencem à Igreja Ortodoxa, e mesmo os católicos têm dois ritos: o latino, que é o meu, e o etíope. Os cristãos de rito latino dependem diretamente da Santa Sé. Ao princípio a minha adaptação aqui foi difícil pelo choque de culturas e de línguas, mas pouco a pouco vou-me familiarizando, e cada dia sinto-me mais feliz por estar aqui. Agradeço-lhes imenso que me tenham dado esta oportunidade porque o vicariato e a minha família são tão pobres que nunca teriam capacidade financeira para pagar os meus estudos. Devo-vos o poder estar aqui e a Igreja da Etiópia agradece muitíssimo.

Não tenho sequer palavras adequadas para vos manifestar o meu sincero agradecimento. Só queria assegurar-vos de que rezo por vocês. Que Deus vos abençoe e às vossas famílias em todos os vossos esforços.